Escolha sua fonte:
 Arimo
 Merriweather
 Mukta Malar
 Open Sans Condensed
 Rokkitt
 Source Sans Pro
 Login


 Português 
 Français 
 English 

[Valid RSS] RSS
bar

Banco de dados - Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR)

Descrição deste banco de dados documental (Site da AFAR)
Atualmente 3053 fichas
Canal do YouTube (tutorial)

https://afar.info/id=1017

Criado em : 16 Nov 2004
Alterado em : 02 Dec 2007

 Modificar esta ficha
Siga este link somente se você tiver um palavra chave de editor!


Compartilhar: Facebook logo   Tweeter logo   Difícil

Nota bibliográfica (sem autor) :

Familial risk of urinary incontinence in women: population based cross sectional study. The British Medical Journal 2004;329:889-891.

Autores :

Hannestad YS, Terje Lie R, Rortveit G, Hunskaar S.

Ano de publicação :

2004

URL(s) :

http://bmj.bmjjournals.com/cgi/content/full/329/74…

Résumé (français)  :

Abstract (English)  :

Objective: To determine whether there is an increased risk of urinary incontinence in daughters and sisters of incontinent women.

Design: Population based cross sectional study.

Setting: EPINCONT (the epidemiology of incontinence in the county of Nord-Trøndelag study), a substudy of HUNT 2 (the Norwegian Nord-Trøndelag health survey 2), 1995-7.

Participants: 6021 mothers, 7629 daughters, 332 granddaughters, and 2104 older sisters of 2426 sisters.

Main outcome measures: Adjusted relative risks for urinary incontinence.

Results: The daughters of mothers with urinary incontinence had an increased risk for urinary incontinence (1.3, 95% confidence interval 1.2 to 1.4; absolute risk 23.3%), stress incontinence (1.5, 1.3 to 1.8; 14.6%), mixed incontinence (1.6, 1.2 to 2.0; 8.3%), and urge incontinence (1.8, 0.8 to 3.9; 2.6%). If mothers had severe symptoms then their daughters were likely to have such symptoms (1.9, 1.3 to 3.0; 4.0%). The younger sisters of female siblings with urinary incontinence, stress incontinence, or mixed incontinence had increased relative risks of, respectively, 1.6 (1.3 to 1.9; absolute risk 29.6%), 1.8 (1.3 to 2.3; 18.3%), and 1.7 (1.1 to 2.8; 10.8%).

Conclusion: Women are more likely to develop urinary incontinence if their mother or older sisters are incontinent.

Sumário (português)  :

Comentários :

A moins qu’elles ne se trnamettent le même gynobs ou le même hôpital
pour accoucher, ou bien qu’elles fassent le même sport, etc…

Argument (français) :

Une fragilité familiale parmi les facteurs de risque d’incontinence urinaire ?

Argument (English):

Argumento (português):

Palavras-chaves :

➡ medicina baseada em evidências ; incontinência/prolapso

Autor da esta ficha :

Cécile Loup — 16 Nov 2004

Discussão (exibir apenas português)
 
➡ Reservado para usuários identificados



 Li a carta de discussões e aceito as condições (leia as diretrizes)

barre

Efectuar uma nova consulta especialista --- Outro pedido simples

Criação de uma ficha --- Importar registros

Gerenciamento de usuários --- Fazer backup do banco de dados --- Contato

bar

Esta base de dados é gerida pela Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR, https://afar.info)
filiados Collectif interassociatif autour de la naissance (CIANE, https://ciane.net).
Ele é alimentado pelas contribuições de voluntários interessados ​​em compartilhar informações científicas.
Se você aprovar este projeto, você pode nos ajudar de várias maneiras:
(1) tornar-se um colaborador com base nisso, se você tem um pouco experiência na literatura científica
(2) ou apoio financeiro AFAR (veja abaixo)
(3) ou tornar-se um membro da AFAR (ou outra associação afiliada à CIANE).
Faça login ou crie uma conta para seguir as alterações ou se tornar um editor.
Contato afar.association(arobase)gmail.com para mais informações.

Valid CSS! Valid HTML!
Doar para a AFAR (clique em “Faire un don”) nos ajudará a manter e desenvolver sites e bancos de dados
públicos para o apoio das decisões informadas dos pais e cuidadores com relação ao parto