Escolha sua fonte:
 Arimo
 Merriweather
 Mukta Malar
 Open Sans Condensed
 Rokkitt
 Source Sans Pro
 Login


 Português 
 Français 
 English 

[Valid RSS] RSS
bar

Banco de dados - Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR)

Descrição deste banco de dados documental (Site da AFAR)
Atualmente 3046 fichas
Canal do YouTube (tutorial)

https://afar.info/id=1141

Criado em : 06 Apr 2005
Alterado em : 02 Dec 2007

 Modificar esta ficha
Siga este link somente se você tiver um palavra chave de editor!


Compartilhar: Facebook logo   Tweeter logo   Difícil

Nota bibliográfica (sem autor) :

A comparison of fetal outcome in birth chair and delivery table births. Res Nurs Health. 1987 Aug;10(4):239-43.

Autores :

Cottrell BH, Shannahan MK.

Ano de publicação :

1987

URL(s) :

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/entrez/query.fcgi?cmd=…

Résumé (français)  :

Abstract (English)  :

This study was conducted to determine the effect of the birth chair on fetal outcome in primigravid subjects with a normal pregnancy and labor. A quasi-experimental design was used to compare 33 birth-chair deliveries with 22 delivery-table deliveries. No difference between groups was found in the mean pH and pO2 of arterial and venous cord blood samples. The mean arterial pCO2 was lower in the chair group (49.25 and 44.50, p = 0.023), but there was no difference in venous pCO2. In the chair group, the mean vein pO2 was higher when the angle of the chair was more than 45 degrees upright (22.3 and 28.4, p = 0.007). Means for chair and table groups were similar for maternal hemoglobin, breathholding while pushing, duration of second stage, time of first cry, time of cord clamping, and Apgar scores. Incidence of cord around the neck was identical. The mean one-minute Apgar scores were significantly higher when chair or table was more than 30 degrees upright (8.0 and 8.59, p = 0.037). Results suggest that the birth chair is a safe alternative to the delivery table in terms of fetal outcome. The findings of lower arterial pCO2 with unchanged pO2 and pH in the chair group, support earlier findings of less transient cord compression in upright positions.

Sumário (português)  :

Comentários :

Argument (français) :

Comparaison des taux d’oxygène et CO2 en position lithotomique et sur une chaise d’accouchement pour des primipares. Moins de CO2 artériel avec les chaises, taux d’oxygène identique et moins de compression du cordon.

Argument (English):

Argumento (português):

Palavras-chaves :

➡ medicina baseada em evidências ; fisiologia ; posição durante o trabalho de parto

Autor da esta ficha :

Cécile Loup — 06 Apr 2005

Discussão (exibir apenas português)
 
➡ Reservado para usuários identificados



 Li a carta de discussões e aceito as condições (leia as diretrizes)

barre

Efectuar uma nova consulta especialista --- Outro pedido simples

Criação de uma ficha --- Importar registros

Gerenciamento de usuários --- Fazer backup do banco de dados --- Contato

bar

Esta base de dados é gerida pela Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR, https://afar.info)
filiados Collectif interassociatif autour de la naissance (CIANE, https://ciane.net).
Ele é alimentado pelas contribuições de voluntários interessados ​​em compartilhar informações científicas.
Se você aprovar este projeto, você pode nos ajudar de várias maneiras:
(1) tornar-se um colaborador com base nisso, se você tem um pouco experiência na literatura científica
(2) ou apoio financeiro AFAR (veja abaixo)
(3) ou tornar-se um membro da AFAR (ou outra associação afiliada à CIANE).
Faça login ou crie uma conta para seguir as alterações ou se tornar um editor.
Contato afar.association(arobase)gmail.com para mais informações.

Valid CSS! Valid HTML!
Doar para a AFAR (clique em “Faire un don”) nos ajudará a manter e desenvolver sites e bancos de dados
públicos para o apoio das decisões informadas dos pais e cuidadores com relação ao parto