Escolha sua fonte:
 Arimo
 Merriweather
 Mukta Malar
 Open Sans Condensed
 Rokkitt
 Source Sans Pro
 Login


 Português 
 Français 
 English 

[Valid RSS] RSS
bar

Banco de dados - Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR)

Descrição deste banco de dados documental (Site da AFAR)
Atualmente 3046 fichas
Canal do YouTube (tutorial)

https://afar.info/id=2099

Criado em : 17 Feb 2008
Alterado em : 24 Dec 2008

 Modificar esta ficha
Siga este link somente se você tiver um palavra chave de editor!


Compartilhar: Facebook logo   Tweeter logo   Difícil

Nota bibliográfica (sem autor) :

A weight gain chart for pregnant women designed in Chile Maternal & Child Nutrition 1 (2) , 77–90.

Autores :

Francisco Mardones md, msc, Pedro Rosso md

Ano de publicação :

2005

URL(s) :

http://www.blackwell-synergy.com/doi/abs/10.1111/j…
https://doi.org/10.1111/j.1740-8709.2005.00013.x

Résumé (français)  :

Abstract (English)  :

The weight gain chart for pregnant women, developed by Rosso and Mardones (RM chart, 1997), is analysed and compared with other charts in terms of its usefulness for targeting nutritional interventions aimed at preventing low or high birth weights. The RM chart defines categories of maternal nutritional status in early gestation based on weight/height, expressed either as percentage of standard weight (PSW) or body mass index (BMI), and desirable gestational weight gains for each of these categories. Weight gain recommendations of the RM chart are proportional to maternal height. For underweight women the weight recommendation was derived from actual data, while for overweight and obese women it is based on data extrapolations. Since 1987 the Chilean National Health Service has used the RM chart as a standard in prenatal care in all its clinics, covering approximately 70% of the country’s population, mostly middle and low income women. During the 1987–2001 period the proportion of underweight pregnant women and infants with birth weight <3000 g decreased significantly and proportionally. Nevertheless, the proportion of obese pregnant women and infants with birth weight ≥4000 g increased during this period. Multifactorial social changes including a decade of substantial economic growth in the country with improved family income, precludes the possibility of determining the efficacy of the RM chart in this group. However, the widespread use of the RM chart indicates that it is a helpful and easy-to-use instrument in the field. Further, by its clear graphical presentation of maternal nutritional status it helps draw the attention of health personnel to women who need special nutritional advice and support.

Sumário (português)  :

Comentários :

Argument (français) :

Argument (English):

Argumento (português):

Palavras-chaves :

➡ baixo peso à nascença ; macrossomia ; nutrição ; peso da gestante

Autor da esta ficha :

Emmanuelle Phan — 17 Feb 2008

Discussão (exibir apenas português)
 
➡ Reservado para usuários identificados



 Li a carta de discussões e aceito as condições
[Ocultar diretrizes]

➡ Diretrizes de discussão

1) Os comentários são destinados a esclarecer o conteúdo do artigo ou fornecer links para aprofundar o assunto
2) Os comentários são públicos e as opiniões expressas são de responsabilidade dos autores
3) Evite anedotas e histórias pessoais
4) Quaisquer comentários fora do tópico ou que contenham comentários inaceitáveis serão excluídos sem aviso prévio

barre

Efectuar uma nova consulta especialista --- Outro pedido simples

Criação de uma ficha --- Importar registros

Gerenciamento de usuários --- Fazer backup do banco de dados --- Contato

bar

Esta base de dados é gerida pela Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR, https://afar.info)
filiados Collectif interassociatif autour de la naissance (CIANE, https://ciane.net).
Ele é alimentado pelas contribuições de voluntários interessados ​​em compartilhar informações científicas.
Se você aprovar este projeto, você pode nos ajudar de várias maneiras:
(1) tornar-se um colaborador com base nisso, se você tem um pouco experiência na literatura científica
(2) ou apoio financeiro AFAR (veja abaixo)
(3) ou tornar-se um membro da AFAR (ou outra associação afiliada à CIANE).
Faça login ou crie uma conta para seguir as alterações ou se tornar um editor.
Contato afar.association(arobase)gmail.com para mais informações.

Valid CSS! Valid HTML!
Doar para a AFAR (clique em “Faire un don”) nos ajudará a manter e desenvolver sites e bancos de dados
públicos para o apoio das decisões informadas dos pais e cuidadores com relação ao parto