Escolha sua fonte:
 Arimo
 Merriweather
 Mukta Malar
 Open Sans Condensed
 Rokkitt
 Source Sans Pro
 Login


 Português 
 Français 
 English 

[Valid RSS] RSS
bar

Banco de dados - Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR)

Descrição deste banco de dados documental (Site da AFAR)
Atualmente 3046 fichas
Canal do YouTube (tutorial)

https://afar.info/id=3088

Criado em : 05 Aug 2019
Alterado em : 11 Jan 2020

 Modificar esta ficha
Siga este link somente se você tiver um palavra chave de editor!


Compartilhar: Facebook logo   Tweeter logo   Fácil

Nota bibliográfica (sem autor) :

L’impact du sexisme sur la qualité des soins en gynécologie. Mémoire de Master 2 Ethique du soin et recherche. Université de Toulouse.

Autores :

Coline Gineste

Ano de publicação :

2017

URL(s) :

http://dante.univ-tlse2.fr/4379/

Résumé (français)  :

La gynécologie dans sa pratique actuelle fait l’objet de nombreux questionnements. De plus en plus d’usagèr-e-s dénoncent les maltraitances subies, en particulier en obstétrique. Nous avons voulu nous pencher sur les raisons qui mènent à ces méfaits, nous avons en particulier posé l’hypothèse du sexisme.
Nous montrons comment la gynécologie s’est construite dans un entrelacement historique avec des intérêts politiques de maintient d’un pouvoir sexiste. Nous étudions les différents types d’actes gynécologiques, et leur intérêt médical dont nous prouvons qu’il est souvent moindre. Nous démontrons également leur lien historique et symbolique avec le sexisme.

Face à des comportements soignants infondés médicalement et qui entrainent une souffrance quotidienne des personnes de sexe féminin, nous cherchons à détricoter le tissage des influences culturelles à leur origine, et à proposer des solutions pour un soin véritablement bienveillant.

Abstract (English)  :

Gynecology in its current practice is the subject of many questions. More and more users are denouncing the abuse suffered, especially in obstetrics. We wanted to look at the reasons that lead to these misdeeds, we have in particular posited the hypothesis of sexism.

We show how gynecology was built in a historical interlacing with political interests of maintaining a sexist power. We study the different types of gynecological acts, and their medical interest which we prove is often less. We also demonstrate their historical and symbolic link with sexism.
Faced with medically unfounded caring behaviors that cause daily suffering for women, we seek to unravel the weaving of the cultural influences at their origin, and to propose solutions for a truly benevolent care.

Sumário (português)  :

Ginecologia na sua prática atual é o assunto de muitas questões. Mais e mais usuários estão denunciando o abuso sofrido, especialmente em obstetrícia. Queríamos olhar para as razões que levaram a esses delitos, em particular, colocamos a hipótese do sexismo.
Mostramos como a ginecologia foi construída em um entrelaçamento histórico com os interesses políticos de manter um poder machista. Nós estudamos os diferentes tipos de atos ginecológicos, e o interesse médico deles que nós provamos é freqüentemente menor. Também demonstramos sua ligação histórica e simbólica com o sexismo.

Diante de comportamentos de cuidado medicamente infundados que causam sofrimento diário às mulheres, procuramos desvendar a tecelagem das influências culturais em sua origem e propor soluções para um cuidado verdadeiramente benevolente.

Texto completo (public) :

Comentários :

Argument (français) :

Analyse des influences du sexisme dans la qualité des soins en gynécologie et obstétrique par le biais de l’étude de différents types d’actes gynécologiques, et de leur intérêt médical.

Argument (English):

Analysis of the influences of sexism in the quality of care in gynecology and obstetrics through the study of different types of gynecological acts, and their medical interest.

Argumento (português):

Análise das influências do sexismo na qualidade do atendimento em ginecologia e obstetrícia através do estudo de diferentes tipos de atos ginecológicos, e seu interesse médico.

Palavras-chaves :

➡ fisiologia ; posição durante o trabalho de parto ; saúde pública ; sexualidade ; violência ginecológica e obstétrica violência obstétrica ; episiotomia ; consentimento informado

Autor da esta ficha :

Alison Passieux — 05 Aug 2019
➡ última atualização : Bernard Bel — 11 Jan 2020

Discussão (exibir apenas português)
 
➡ Reservado para usuários identificados



 Li a carta de discussões e aceito as condições (leia as diretrizes)

barre

Efectuar uma nova consulta especialista --- Outro pedido simples

Criação de uma ficha --- Importar registros

Gerenciamento de usuários --- Fazer backup do banco de dados --- Contato

bar

Esta base de dados é gerida pela Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR, https://afar.info)
filiados Collectif interassociatif autour de la naissance (CIANE, https://ciane.net).
Ele é alimentado pelas contribuições de voluntários interessados ​​em compartilhar informações científicas.
Se você aprovar este projeto, você pode nos ajudar de várias maneiras:
(1) tornar-se um colaborador com base nisso, se você tem um pouco experiência na literatura científica
(2) ou apoio financeiro AFAR (veja abaixo)
(3) ou tornar-se um membro da AFAR (ou outra associação afiliada à CIANE).
Faça login ou crie uma conta para seguir as alterações ou se tornar um editor.
Contato afar.association(arobase)gmail.com para mais informações.

Valid CSS! Valid HTML!
Doar para a AFAR (clique em “Faire un don”) nos ajudará a manter e desenvolver sites e bancos de dados
públicos para o apoio das decisões informadas dos pais e cuidadores com relação ao parto