Escolha sua fonte:
 Arimo
 Merriweather
 Mukta Malar
 Open Sans Condensed
 Rokkitt
 Source Sans Pro
 Login


 Português 
 Français 
 English 

[Valid RSS] RSS
bar

Banco de dados - Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR)

Descrição deste banco de dados documental (Site da AFAR)
Atualmente 3046 fichas
Canal do YouTube (tutorial)

https://afar.info/id=475

Criado em : 13 Feb 2004
Alterado em : 05 Nov 2018

 Modificar esta ficha
Siga este link somente se você tiver um palavra chave de editor!


Compartilhar: Facebook logo   Tweeter logo   Fácil

Nota bibliográfica (sem autor) :

Has the medicalisation of childbirth gone too far? The British Medical Journal 2002;324:892-895.

Autores :

Johanson R, Newburn M, Macfarlane A.

Ano de publicação :

2002

URL(s) :

http://bmj.bmjjournals.com/cgi/content/full/324/73…
https://doi.org/10.1136/bmj.324.7342.892

Résumé (français)  :

Abstract (English)  :

- Obstetricians play an important role in preserving lives when there are complications of pregnancy or labour

- In developed countries, however, obstetrician involvement and medical interventions have become routine in normal childbirth, without evidence of effectiveness

- Factors associated with increased obstetric intervention seem to include private practice, medicolegal pressures, and not involving women fully in decision making

- Emerging evidence suggests that higher rates of normal births are linked to beliefs about birth, implementation of evidence based practice, and team working

Sumário (português)  :

Texto completo (private) :

 ➡ Acesso requer autorização

Comentários :

Argument (français) :

De plus en plus d’interventions de routine sont pratiquées sans preuve de leur efficacité, sous la pression du secteur privé, du médico-légal, sans consentement éclairé. Des taux plus élevés d’accouchement normaux seraient obtenus simplement en changeant les croyances et en implémentant la pratique de la médecine factuelle.

Argument (English):

More and more routine interventions are being performed without evidence of their effectiveness, under pressure from the private sector, the forensic, without informed consent. Higher rates of normal childbirth would be achieved simply by changing beliefs and implementing the practice of evidence-based medicine.

Argumento (português):

Intervenções cada vez mais rotineiras estão sendo realizadas sem evidências de sua eficácia, sob pressão do setor privado, o forense, sem o consentimento informado. Taxas mais altas de parto normal seriam alcançadas simplesmente mudando as crenças e implementando a prática da medicina baseada em evidências.

Palavras-chaves :

➡ cesariana ; duração do trabalho de parto ; formação das parteiras ; história, sociologia ; medicina baseada em evidências ; posição durante o trabalho de parto ; psicologia ; violência ginecológica e obstétrica violência obstétrica ; episiotomia ; gestão activa do trabalho ; ocitocina (Syntocinon) ; perfusão ; epidural ; forceps ; hormonas ; monitorizar ; mortalidade perinatal ; parteira ; deontologia ; consentimento informado

Autor da esta ficha :

Cécile Loup — 13 Feb 2004
➡ última atualização : Bernard Bel — 05 Nov 2018

Artigos relacionados
Fixado por #3059   Marie-Laure Franeczek (2018). Violence obstétricale : essai de définition à partir de la littérature scientifique. Mémoire de gynécologie et obstétrique. ➡ https://afar.info/id=3059
Discussão (exibir apenas português)
 
➡ Reservado para usuários identificados



 Li a carta de discussões e aceito as condições (leia as diretrizes)

barre

Efectuar uma nova consulta especialista --- Outro pedido simples

Criação de uma ficha --- Importar registros

Gerenciamento de usuários --- Fazer backup do banco de dados --- Contato

bar

Esta base de dados é gerida pela Alliance francophone pour l'accouchement respecté (AFAR, https://afar.info)
filiados Collectif interassociatif autour de la naissance (CIANE, https://ciane.net).
Ele é alimentado pelas contribuições de voluntários interessados ​​em compartilhar informações científicas.
Se você aprovar este projeto, você pode nos ajudar de várias maneiras:
(1) tornar-se um colaborador com base nisso, se você tem um pouco experiência na literatura científica
(2) ou apoio financeiro AFAR (veja abaixo)
(3) ou tornar-se um membro da AFAR (ou outra associação afiliada à CIANE).
Faça login ou crie uma conta para seguir as alterações ou se tornar um editor.
Contato afar.association(arobase)gmail.com para mais informações.

Valid CSS! Valid HTML!
Doar para a AFAR (clique em “Faire un don”) nos ajudará a manter e desenvolver sites e bancos de dados
públicos para o apoio das decisões informadas dos pais e cuidadores com relação ao parto